top of page
  • Geovana Silveira

Case de Sucesso — RFID no Varejo: eficiência e economia na gestão de estoque

Atualizado: 23 de mar. de 2023


SUCESSO RFID

A Piticas — fabricante nacional de camisetas pop, com mais de 300 pontos de venda em todo o Brasil — modernizou sua gestão de estoque e reduziu seu tempo de inventário.


A modernização foi a implantação da tecnologia RFID que permitiu que o tempo de inventário fosse reduzido de 5 horas para menos de 7 minutos, permitindo a realização dos inventários diariamente, evitando perdas e furtos, além de garantir uma gestão de estoque e produção mais eficiente.


Na fábrica, a tecnologia RFID foi implantada nos processos de controle de produção, separação de pedidos e expedição. Segundo o diretor da Piticas, Felipe Rossetti, o primeiro ponto favorável da adoção da tecnologia foi a qualidade da informação “Os processos foram checados duplamente (código de barras x RFID) na fase de implantação e havia erros de processo que beiravam 5% ao usar o código de barras. Também conseguimos reduzir custos ao levar menos tempo para separar pedidos. O uso do RFID foi extremamente positivo e abriu caminho para outros projetos de tecnologia,mostrando que os investimentos envolvidos não devem ser uma restrição quando os resultados financeiros superam os custos”.


PITICA RFID
Leitura RFID sendo executada em uma das 330 lojas da Piticas

Nas lojas as mercadorias também passaram a ser controladas de forma automatizada com o RFID, deixando de lado a leitura individual dos códigos de barras.


Cada loja está utilizando uma solução de RFID de software para PDV — o Presence Store, leitor portátil — fabricado pela Zebra e tags de RFID — da iTag. A solução segue o padrão EPC UHF da GS1. Rossetti afirma que “a padronização é importante uma vez que existe a viabilidade de colocação dos produtos além das fronteiras da própria rede”.


A solução implantada garantiu qualidade aos processos operacionais de movimentação de produtos em estoque e a realização de inventários periódicos, além de minimizar perdas e possibilitar a criação de estratégias de reposição mais ágeis e eficientes.


Baseado nas experiências os usuários Rossetti diz que “as experiências mostraram que o projeto superou as expectativas”, e, apesar do alto custo de cada leitor portátil “o benefício do controle e prevenção de perdas pagou o custo (do leitor)”.


PRÊMIO GS1 DE AUTOMAÇÃO 2018


Após o sucesso obtido no uso da solução de RFID em seus processos, garantindo agilidade e segurança na gestão de estoque e inventário, a Piticas foi indicada e levou para casa, no último dia 07 de Novembro, o Prêmio GS1 de Automação 2018.

O prêmio é uma homenagem da GS1 Brasil “à criatividade e aos esforços das empresas e profissionais brasileiros que apostam na automação e na padronização para aprimorar a gestão do seu empreendimento, com soluções de automação que aumentam a eficiência e a competitividade no mercado”.


Felipe Rossetti acredita que o prêmio é uma indicação de que a Piticas está no caminho certo e que “as empresas devem investir cada vez mais em inovação e tecnologia”.


“O sistema de RFID que criamos e implantamos nas lojas e na fábrica, nos possibilitou solucionar o maior problema de nossos franqueados, que sempre foi o controle de estoque. Antes, o franqueado demorava 5 horas para contar o estoque, hoje reduzimos esse tempo para 6 minutos. Na indústria, nosso timing era de 1 mês, hoje demoramos 8 horas, e tudo isso com 99,9% de assertividade. […] Nosso próximo passo é entender comportamento e tendência de compras e vendas através do RFID, usando assim inteligência artificial e Big Data para produzir mais assertivamente, e prever o comportamento de vendas nas lojas”, explica Felipe Rossetti.


Fonte: (1), (2), (3), (4), (5).


Quer conhecer soluções de tecnologia RFID para automação e otimização de processos? Entre em contato conosco!

148 visualizações0 comentário

コメント


  • Whatsapp
bottom of page