top of page
  • Laís Abrunhosa

Como a personalização está moldando a cadeia de valor de varejo

Atualizado: há 4 dias

A personalização está moldando a experiência do cliente de varejo de maneira que muitos de nós não podemos mais ignorar. Seu valor provou-se em aumento de receita, engajamento do consumidor e aumento da fidelidade à marca. Os varejistas experientes estão aproveitando os dados obtidos pelos seus esforços de personalização para melhorar ainda mais a experiência, e a IoT está apoiando sua estratégia.


No mundo do consumidor, a personalização é o novo normal. De wearables a nossos hábitos de compra, os dados que produzimos ajudam a moldar nosso comportamento, nos dando insights sobre nossas atividades e sugestões, seja para comprar um produto que tenha alguma relevância para nós ou para realizar uma ação com base em nossos dados de atividades pessoais – os dados são a palavra-chave aqui.


É tudo sobre os dados


Que a IoT nos fornece dados relevantes é inquestionável. A personalização é a aplicação desta coleta na prática, tornando-se um caso de uso óbvio para esses dados. Você pode dizer então, que essas duas coisas são feitas uma para a outra? sim sem dúvidas!


É sobre conectividade. É sobre alinhamento. Trata-se de integrar com coisas que estão acontecendo em tempo real e criar valor a partir dessa conexão. Trata-se de coletar os dados através dos dispositivos de IoT e transformá-los em uma experiência com a intenção de preencher a lacuna entre o algoritmo e um parceiro de vendas humano – um problema que sempre esteve na raiz dos algoritmos gerados por máquina. Então podemos afirmar sem medo errar que sim, o humano jamais será substituído pela máquina, mas terá seu trabalho aprimorado qualitativamente por ela.


Personalização é dar ao cliente o que eles querem


À medida que a personalização evolui, seu papel na cadeia de valor de varejo é cada vez mais presente e inusitado. Provadores virtuais, espelhos inteligentes e beacons que percebem a proximidade de um cliente fidelidade, contribuem para essa experiência. Essas estratégias (e tentas outras semelhantes) têm o potencial de oferecer o tipo de personalização que chega ao âmago do que o cliente realmente quer – mesmo quando ele não sabe o que é isso.


Por exemplo, uma loja pode usar reconhecimento facial para melhorar a personalização. Usando uma tecnologia chamada Facenote, um cliente opta por enviar uma mensagem de texto para uma loja virtual ou enviá-la para uma conta social usando uma hashtag específica. A loja, então, tem acesso ao seu nome e poderá identificá-los quando passarem pela loja ou acessar um espelho dentro da loja. Seu histórico de compras será acessível à equipe de vendas, que poderá sugerir itens de que eles possam gostar.


No caso de uma loja de cosméticos que instalou espelhos inteligentes, o espelho reconhecerá o cliente e fará recomendações – recomendações relevantes – com base em suas compras anteriores, tipo de pele, cor do cabelo e assim por diante.


Personalização da IoT: além da experiência do cliente


Mas o valor da personalização da IoT se estende muito além da experiência do cliente. Os dados fornecidos pelos dispositivos IoT podem monitorar os níveis de estoque, alertar a equipe quando um cliente precisar de ajuda e relatar o desempenho individual do funcionário.


A IoT pode ser personalizada em nível de back-office para oferecer suporte a treinamento básico, aprimoramento de habilidades, conformidade com segurança e muito mais, reduzindo riscos e fornecendo uma maneira eficiente de otimizar a experiência do cliente em vários locais. Isso fornece muitos dados acionáveis ​​que podem ser aproveitados nos bastidores para melhorar a experiência voltada para o cliente de ponta a ponta.


Em última análise, ainda não vimos a extensão total do que a IoT é capaz de fazer. Com a personalização emanado da fábrica para o chão de vendas das lojas e, finalmente, para a vida do consumidor, continuaremos a nos surpreender com o valor que ele pode oferecer.


Fonte: https://mojix.com/personalization-retail-value-chain/


#InternetdasCoisas #personalização #AnálisedeDados #IoT #Varejo

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Internet das Coisas pode fazer o varejo reforçar o omnichannel, tornando o espaço físico mais integrado à experiência oferecida pelos...

  • Whatsapp
bottom of page