top of page
  • Foto do escritorGlaucia Gomes

MAS O QUE É ESG? E COMO APLICAR ESG NA SUA EMPRESA USANDO TECNOLOGIA?

Atualizado: 27 de nov. de 2023

Mas o que é ESG? ESG é uma sigla em inglês que significa Environmental, Social and Governance, e em uma tradução livre corresponde às boas práticas ambientais, sociais e de governança (compliance) em uma organização.


O entendimento e a aplicabilidade de critérios ESG pelas empresas brasileiras é, cada vez mais, uma realidade. Atuar de acordo com padrões ESG amplia a competitividade do setor empresarial, seja no mercado interno ou no externo. No mundo atual, no qual as empresas são acompanhadas de perto pelos seus diversos stakeholders, ESG é a indicação clara do compromisso de uma empresa não apenas com a lucratividade mas também sinaliza claramente sua solidez, responsabilidade com a comunidade onde está estabelecida, uso racional dos recursos energéticos e naturais e melhora da sua reputação junto ao público consumidor e seus colaboradores.


Mas como surgiu a ideia do ESG?

MAS O QUE É  ESG
O que é ESG


Mas o que é ESG?

“O termo foi cunhado em 2004 em uma publicação do Pacto Global em parceria com o Banco Mundial, chamada Who Cares Wins. Surgiu de uma provocação do secretário-geral da ONU Kofi Annan a 50 CEOs de grandes instituições financeiras, sobre como integrar fatores sociais, ambientais e de governança no mercado de capitais. Na mesma época, a UNEP-FI lançou o relatório Freshfield, que mostrava a importância da integração de fatores ESG para avaliação financeira. Já em 2006, surge o PRI (Princípios do Investimento Responsável), que hoje possui mais de 3 mil signatários, com ativos sob gestão que ultrapassam USD 100 trilhões – em 2019, o PRI cresceu em torno de 20%.”



MAS COMO O ESG PODE SER IMPLANTADO EM UMA EMPRESA?


A governança ambiental, social e corporativa, visa estabelecer uma trilha para um trabalho em prol de objetivos sociais que vão além do objetivo primário de uma empresa que normalmente visa exclusivamente o crescimento continuado da lucratividade.


A sociedade tem cobrado um papel mais social das empresas e procurando se associar àquelas que tenham uma representatividade além do lucro, se não a melhoria do seu ambiente direto e indireto por meio de um impacto positivo neles. 


MAS COMO DEIXAR CLARO QUE O ESG NA MINHA EMPRESA É PARA VALER E NÃO APENAS UM DISCURSO?


MAS O QUE É  ESG?
Tecnologia para ajudar implementar o ESG

É claro que este movimento tem atraído muitas empresas sérias mas também algumas que pretendem apenas “surfar” nos benefícios do tema, já que o engajamento com o ESG confere à empresa uma visibilidade positiva junto ao mercado e público consumidor. E para isso as empresas realmente sérias e engajadas com o programa ESG procuram certificar cada processo realizado, dando transparência e rastreabilidade a cada das etapas do mesmo.


VAMOS ENTENDER COMO FUNCIONA CADA ETAPA?


1. SOCIAL


As empresas fabricantes de produtos que utilizam embalagens poluentes, ou que gerem impactos ambientais, que em sua maioria são passíveis de reciclagem, podem criar um programa de recebimento das mesmas, via programas sociais direto ou indiretamente apoiando os mesmos. Existem inúmeras formas, seja através do estímulo de criação de cooperativas de catadores que coletam, separam, transportam, acondicionam os resíduos sólidos, transformando o que antes era visto como lixo, em material com valor de uso e de troca, ou capacitando, apoiando com meios de processamento ou coleta.


2. MEIO AMBIENTE


Sem dúvida que havendo a valorização financeira por meio do interesse na compra do material reciclável no mercado, haverá um interesse na sua coleta para revenda e a consequente retirada deste material do que chamamos comumente de “lixo” evitando, assim, a sua destinação a aterros sanitários ou lixões e na pior das hipóteses aos oceanos e rios.


3. GOVERNANÇA


Sem dúvidas que muitas empresas têm o interesse genuíno em atender à ESG por alinhamento de sua direção, gestão e até mesmo dos seus acionistas, contudo, não devemos desconsiderar que muitas outras empresas desejam apenas o reconhecimento de ter uma política alinhada à ESG, sem atuar corretamente. Diante disto é fundamental que todas as ações das empresas realmente comprometidas sejam validadas desde a origem até a conclusão, e por meio do acompanhamento digital e eletrônico todo o processo pode ser validado de forma auditável.


COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR A SUA EMPRESA NESTE DESAFIO?


Trabalhos recentes usando a tecnologia RFID para validar, certificar, dar transparência e visibilidade nos processos em grandes empresas fabricantes, que realmente tem o compromisso de reciclar toda a sua produção, tendo como objetivo principal neutralizar o impacto negativo da sua produção no meio ambiente, permitiram identificar os seguintes resultados nos três pilares da ESG:

  • O Social, por meio de recebimento de material reciclável de cooperativas sociais, ou catadores identificando e auditando exatamente quem está fornecendo, a quantidade fornecida, datas e horários precisos;


  • No Meio Ambiente, por exemplo, hoje cada garrafa PET coletada é menos uma garrafa poluindo os oceanos ou rios, comprovando de forma auditável a quantidade processada, datas e horários precisos deste processamento e quantidade de material reciclável obtido pós processamento;


  • Compliance e Governança por meio de documentação que valida as boas práticas no itens 1 e 2, já que a empresa tem como comprovar via dados auditáveis todos os processos envolvidos e o resultado final com volumes e materiais obtidos por meio de um fornecimento identificado;


Resultados obtidos em nossa pesquisa em algumas empresas que adotaram a etiqueta RFID com chip no recebimento dos fardos de material reciclável das cooperativas ou empresa de reciclagem, permitiram demonstrar a validação da sua origem e recebimento e na sequência a monitoração de todo o processo feito por leituras via antenas RFID até o ponto de recebimento e transformação em material pronto para reuso.


Esse monitoramento automático e sem a intervenção humana permite validar de forma automática parâmetros relevantes como: Origem, quantidade e processamento resultante, certificando assim o produto final para o seu retorno ao ciclo produtivo.


As empresas que  adotaram a tecnologia RFID neste processo saíram na frente, pois além de acelerar todo o processo de recebimento, conseguem processar uma quantidade muito maior de material, além da conferência das notas e saldos.


Com a criação da Certificados de Créditos de Reciclagem pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e sua homologação pelo governo, um novo mercado surgiu, valorizando assim os resíduos sólidos, razão que traz uma urgência na conferência e certificação dos seus recebimentos e processamentos.


Que tal? Agora que já conhece um pouco sobre o que é ESG e como aplicar  ESG na sua empresa com o uso da tecnologia, que tal iniciar?


Esperamos ter ajudado nessa compreensão, e seguem aqui alguns links que podem lhe ajudar nesse processo:


O pacto Mundial programa da ONU que tem como base dez princípios  básicos: Direitos humanos/Trabalho/Meio ambiente/anticorrupção 


Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída pela Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010; Decreto 11.044/2022, (14 de abril 2022) que regulamenta o mercado de certificado de crédito de reciclagem.


Programa Recicla + e o Plano Nacional de Resíduos Sólidos.


88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Whatsapp
bottom of page