top of page
  • Foto do escritorLaís Abrunhosa

NIKE e RFID: case de sucesso em plena crise econômica

Atualizado: 29 de mar. de 2023

A adoção da tecnologia RFID pela Nike é parte de sua jornada para criar uma cadeia de suprimentos mais eficaz.


Embora a pandemia de COVID-19 tenha causado um grande impacto no comércio em geral, ela também foi a ignição de uma série de tendências já existentes. Já vem sendo notado o grande crescimento do setor de delivery, assim como dos bancos online (fintechs). E, no meio dessa revolução comercial, não podemos deixar acrescentar a a essa lista a tecnologia RFID.


Case de sucesso Nike


A Nike implementou rastreamento RFID para “centenas de milhões de itens” de acordo com o CEO Mark Parker e também está usando códigos QR para rastrear alguns estoques. Além de poder ser utilizada com códigos QR, a tecnologia RFID também pode ser integrada a outras formas de codificação, como o código de barras.

A identificação por radiofrequência, usada para fins de rastreamento, é uma parte fundamental da gestão de inventário, estoque e ativos no cenário atual. A tecnologia RFID não só promete melhor visibilidade de estoque, como entrega uma precisão de até 99% dos dados captados.


RFID nos dá a visão mais completa de nosso estoque que já tivemos. Está rapidamente se tornando a ferramenta mais precisa em nosso arsenal para atender a uma necessidade específica do consumidor individual no momento certo. CEO da Nike, Mark Parker

Além de ser a engrenagem que faltava na cadeia de suprimentos da Nike, a tecnologia RFID também permite a Nike ter uma visão melhor do que está vendendo, e, disponibiliza aos varejistas o uso em cadeia da tecnologia.


A tecnologia RFID permite Nike criar uma cadeia de suprimentos mais eficaz voltada para uma melhor experiência do usuário.


Visibilidade de estoque


As vendas online estão crescendo e, com isso, há mais devoluções, trocas e demanda por opções de compras sem contato. Isso exige uma gestão de estoque rápida em tempo real, especialmente se os gestores não quiserem decepcionar os clientes, que podem desistir dos seus serviços se os pedidos atrasarem ou forem cancelados, ou se houver atrasos se os funcionários não conseguirem localizar os itens que deveriam estar em estoque.


Uma melhor visibilidade do estoque permite a tomada de decisão rápida, com uma produção mais eficiente.

Com a tecnologia RFID alcançaremos quase 100% de visibilidade do que temos, por estilo, cor e tamanho em nosso mercado, é uma oportunidade incrível em termos de atender a demanda do consumidor em tempo real, no momento. CEO da Nike, Mark Parker

RFID cada vez mais acessível


Quando analisamos o mercado RFID hoje, é fácil entender por que o varejo tem sido mais rápido do que outros em usar RFID em seu benefício. A demanda de clientes em massa e pedidos online ao mesmo tempo exige, em contrapartida, uma cadeia de suprimentos eficaz.


No entanto, não podendo ignorar os impactos da crise, outros setores como Indústria, Lavanderia, Joias e Óleo e Gás começaram a adotar a tecnologia RFID para controle de situações específicas, como ferramentaria, colaboradores, enxoval, acesso, dentre vários outros.


Assim como os negócios tiveram que se adaptar à crise para continuar abertos, a tecnologia RFID também evoluiu para se adaptar às demandas do mercado.


Novas soluções compactas e acessíveis estão disponíveis à preço competitivo por assinatura mensal (Software como Serviço, conhecido como SaaS).


Com apenas um leitor manual e etiquetas RFID, é possível gerir estoques/inventários de até 50.000 itens. Impressionante, não?



Investir em RFID também é investir em inovação. A pandemia empurrou setores como o varejo a um ponto de inflexão, onde aqueles que decidem adotar a tecnologia RFID colherão os benefícios. E aí, já pensou no que a tecnologia RFID pode fazer por você?

 
 

Fontes:

146 visualizações0 comentário

Comments


  • Whatsapp
bottom of page