top of page
  • Autor convidado

Giro de estoque: o que é e como calcular?

Atualizado: 24 de mar. de 2023

Sabemos que o principal objetivo de pequenas, médias e grandes empresas é realizar vendas, seja de produtos ou serviços, não é? Por isso, o controle do estoque e o cuidado com os itens armazenados são imprescindíveis para manter o ritmo das atividades, atender os clientes e, claro, suprir o principal objetivo do negócio.


Mas, afinal, o que é giro de estoque, como ele ajuda a otimizar a gestão e como fazer o cálculo? Continue lendo este artigo para descobrir as respostas dessas perguntas e conferir outras dicas valiosas!


Qual é a importância de controlar o estoque?


Antes de mais nada, é importante ressaltar a importância de controlar o estoque, já que não saber o que há ou não na empresa pode gerar transtornos financeiros: em suma, o controle eficiente do estoque ajuda o negócio a se manter competitivo, continuar com as atividades em curso e atender os clientes prontamente.

Giro de Estoque

Quando se trata de uma organização eficiente, deve-se levar em conta a quantidade de produtos estocados e suas características, o prazo de entrega dos fornecedores e o giro de cada item. Além disso, considere:

  1. fazer a gestão do inventário;

  2. monitorar o volume de vendas;

  3. aumentar a rotatividade dos produtos;

  4. analisar o aumento da saída de itens em datas comemorativas;

  5. usar um sistema automatizado para otimizar a gestão.

É recomendado utilizar um sistema voltado ao controle de estoque para otimizar ainda mais a gestão, pois um sistema ERP, por exemplo, garante o controle dos produtos, das compras e das vendas, possibilita o cadastro de mercadorias e de fornecedores e ainda realiza a emissão de notas fiscais eletrônicas — com poucos cliques dá para saber a quantidade exata de itens disponíveis e a cada compra realizada há o desconto automático dos produtos no estoque.


Conforme o ramo de atuação e a necessidade, existem ainda opções para adoção de soluções tecnológicas soluções específicas para monitoramento de estoque em tempo real aliado ao monitoramento de temperatura e umidade.


Afinal, o que é giro de estoque?


A gestão estratégica de qualquer empresa envolve o uso de indicadores. Resumidamente, é isso o que o giro de estoque é: um indicador utilizado para mensurar o desempenho do estoque e ajudar a manter o equilíbrio entre o ritmo de entrada e saída de produtos.

Giro de Estoque Dicas

Em outras palavras, ele define o tempo médio de permanência de determinado item na empresa antes de ser vendido ou a velocidade com que o estoque é renovado em determinado período.


Ou seja, o cálculo da rotatividade ajuda a identificar a quantidade de vezes que ocorre o giro de produtos em certo espaço de tempo.


Então, como calcular?


É possível calcular o giro de estoque a partir dos custos ou da quantidade de mercadorias. Abaixo, apresentamos dois exemplos que ilustram essas duas possibilidades.


No primeiro caso, o gestor precisa ter conhecimento sobre duas informações: o estoque médio e o número total de vendas (por ano, de preferência). Então, vamos ao primeiro exemplo:


  • Se o estoque médio de determinada empresa é de 500 unidades e as vendas totais por ano giram em torno de 5 mil unidades, o cálculo é: 5000/500 = 10 giros por ano.

No segundo caso, o cálculo utilizado é ideal para empresas que trabalham com muitos produtos, pois utiliza-se os valores da compra. Veja:


  • Se determinado estoque custou R$ 10 mil e o volume de vendas ao ano é de R$ 50 mil, o cálculo é: 50000/10000 = 5 giros por ano.


Ao obter a quantidade de giros por ano, o gestor ainda pode utilizar outro cálculo a fim de compreender a frequência de rotatividade. Neste caso, é só dividir os dias do ano pela quantidade de giros obtida, observe:


  • 365 (dias do ano)/5 giros = 73.


Ou seja, a frequência de rotatividade é de 73 dias, tempo médio que leva para repor o estoque. Vale ressaltar que o conhecimento desses números garante uma vantagem estratégica para as empresas!


Enfim, conhecer o giro de estoque possibilita diminuir custos de armazenamento, evitar perdas e reduzir o número de mercadorias paradas nas prateleiras ou nos locais destinados à armazenagem.


E então, gostou deste post? Além de utilizar o sistema ERP para ter o controle sobre as mercadorias, o que acha de utilizar tecnologias voltadas à segurança e monitoramento em tempo real? Conheça agora mesmo a tecnologia RFID que garante proteção e uma gestão de estoque eficiente a sua empresa!


Autor convidado


Isabella Soares, formada em Publicidade pela PUC Minas, Analista de Marketing no GestãoClick, um software de gestão empresarial que ajuda milhares de empresas a organizar e aumentar suas vendas diariamente.

23 visualizações0 comentário

Comments


  • Whatsapp
bottom of page