top of page
  • Paola Chastagnier

SISTEMA RF PARA BIBLIOTECAS

Atualizado: 23 de jul. de 2023

Muitos já ouviram falar nos sistemas de radiofrequência (sistema RF) para segurança e antifurto, como os sistemas utilizados no varejo, mas poucas pessoas sabem que os sistemas de radiofrequência também podem ser utilizados em bibliotecas como uma alternativa mais em conta ao sistema eletromagnético.


Mas o que é um sistema antifurto de radiofrequência?


A tecnologia de radiofrequência é muito utilizada em lojas de departamento para proteção antifurto, os famosos portais instalados na entrada da loja que tem como principal intuito inibir e coibir os furtos recorrentes no varejo.


Amplamente utilizado na rede varejista, no início da década de 80 começou a ser utilizado em bibliotecas para proteção de acervos para remediar a falta de um sistema específico para tal.


Assim como os sistemas antifurto eletromagnéticos, os sistemas antifurto de radiofrequência também apresentam em sua composição um par de antenas (ou portais), que faz a detecção das etiquetas de radiofrequência, e uma fonte de alimentação (diferindo do eletromagnético que apresenta uma unidade de controle).



É importante saber que existem dois tipos de sistemas antifurto de tecnologia RF que são diferenciados tendo como base sua frequência de operação que pode ser de 8.2MHz ou de 9.5MHz. É importante se ater a esta informação, pois ela será crucial para garantir a compatibilidade entre as antenas do sistema e as etiquetas que deverão ser detectadas pelas antenas. Caso a frequência das etiquetas seja diferente da frequência das antenas, as etiquetas não serão detectadas.

A tecnologia RF trabalha com detecção bidimensional e as etiquetas empregadas em livros geralmente são quadradas, podendo medir 4cm x 4cm ou 5cm x 5cm, apresentar acabamento em papel branco ou com falso código de barras.

Existe aqui uma particularidade quanto à relação entre o tamanho e a qualidade de detecção das etiquetas: quanto maior, melhor a detecção.

Etiqueta RF
Etiquetas RF

Dica Importante

As etiquetas RF podem ser permanentes ou desativáveis. Atenção, para uso em bibliotecas as etiquetas RF precisam sempre ser do tipo PERMANENTE, pois etiquetas desativáveis são inutilizadas após passarem pelo portal antifurto – ou seja, são destruídas passando a ser indetectáveis e não emitindo mais sinais – sendo recomendadas para uso apenas no varejo, já que neste cenário não há a devolução do item etiquetado.


Certifique-se sempre de adquirir etiquetas do tipo PERMANENTE e de mesma frequência do portal que você já possui em sua biblioteca.


Composição


Um sistema de tecnologia RF é bem simples, composto apenas por antenas e etiquetas RF, que podem apresentar os formatos e acabamentos citados acima.

As antenas RF possuem detecção limitada e um par de antenas cobre um vão máximo de 85cm. Entradas com vão maiores precisarão adotar sistemas com 3 ou mais antenas.


Vantagens da tecnologia do sistema RF


A maior vantagem da tecnologia RF é o baixo custo. Por ser um sistema mais simples, os sistemas antifurto de tecnologia RF custam aproximadamente um terço do valor de um sistema eletromagnético, por exemplo. Mas cuidado, este custo benefício pode ser uma pegadinha!


Desvantagens da tecnologia do sistema RF


Uma das desvantagens desta tecnologia é a limitação de detecção, que conforme informado acima, é de no máximo 85cm. Além disso, por possuir detecção bidimensional, sua taxa de detecção não passa de 70%, o que pode comprometer a segurança do seu acervo.


Outro ponto crítico é o tamanho das etiquetas, que por serem grandes, acabam chamando a atenção do usuário, facilitando a depredação e inutilização da mesma e, por consequência, facilitando o furto.


Instalação


A instalação de um sistema antifurto, independentemente de sua tecnologia, deve sempre ser realizada por técnicos especializados a fim de que as normas de acessibilidade e segurança sejam atendidas, além de maximizar a detecção do sistema, tendo em vista que estes técnicos serão capazes de ajustar a detecção do sistema de acordo com as condições do local onde ele será instalado.


Por não permitir a desativação das etiquetas, em caso de acervos abertos, os portais geralmente são instalados ao lado do balcão de atendimento, no mesmo estilo adotado outrora por locadoras de vídeos. Neste caso o aluno precisa entregar o livro ao atendente antes de passar pelo portal e pegá-lo do outro lado, sem passar com os livros pelos portais.


Nesta situação, como fica a circulação na biblioteca?

Sistema RF
Acervo Aberto Sistema RF

O sistema RF é indicado bibliotecas muito pequenas ou bibliotecas com acervo fechado.


Atenção!


Não confunda RF (Radiofrequência) com RFID (Identificação por Rádio Frequência).

Este assunto será tratado em um próximo material, fique ligado!


186 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글


  • Whatsapp
bottom of page